Acompanhe a Dataprev

Imagem de robô representando IsaacAcabou nesta quinta-feira (7) a 5ª Semana de Inovação. Promovido pela Escola Nacional de Administração Pública (ENAP), o evento coloca a agenda de inovação no centro da estratégia de governo para acelerar o progresso rumo à solução dos desafios do setor público. Com o tema “Governo para as Pessoas”, em 2019, a Semana de Inovação abordou, entre outros assuntos, a Inteligência Artificial em Políticas Públicas.

A Dataprev apoiou o evento e teve duas participações nesta edição da Semana de Inovação. Além da participação do coordenador-geral de Segurança de Informações, Conrado Rosa, em uma mesa redonda na terça-feira (5), nesta quinta-feira (7), o gerente do Departamento de Inovação, William Veronesi apresentou o Isaac. A tecnologia foi desenvolvida pela Dataprev para agilizar a análise de processos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O uso da Inteligência Artificial para automatizar a concessão de benefícios é uma resposta ao acúmulo de processos para análise manual no INSS. De acordo com William Veronesi, cerca de 40% dos benefícios solicitados em julho de 2019 foram indeferidos. O prazo médio de análise destas solicitações é de 89 dias. A empresa apresentou ainda uma solução para acabar com a obrigatoriedade de deslocamento dos beneficiários para realizar a comprovação de vida.

“Esta realidade acontece quando 9,2% da população brasileira tem mais de 65 anos. Em 2060, 25% da população terá ultrapassado os 65 anos, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Temos um cenário ainda mais crítico: em 2020, 16 mil servidores do quadro do INSS poderão se aposentar. Hoje, estes servidores são responsáveis pela análise manual dos processos do instituto”, explicou Veronesi.

Cerca de 40% dos benefícios solicitados em julho de 2019 foram indeferidosInteração após a palestra

Para que o futuro traga facilidade e acessibilidade para os cidadãos, a Dataprev desenvolveu o Isaac, que utiliza algoritmos preditivos para tomada de decisão no reconhecimento de direitos previdenciários. Apelidado de Isaac em homenagem a Isaac Asimov, responsável por clássicos como Eu, Robô, a trilogia Fundação e As Cavernas de Aço, a solução desenvolvida pela Dataprev atende às demandas do INSS, mas pode ser usada em uma série de outros casos.

Infográfico mostra evolução da tecnologia

 

Uso da Prova de VidaCom critérios de risco ajustáveis e apto a fazer análises do passado parar prever o futuro, o Isaac tem mais uma vantagem: realizar análises paralelas de milhares de processos. Ou seja, usando tecnologia de ponta para a integração de soluções, a Dataprev utiliza machine learnig para cruzar diversas bases de dados e oferecer uma resposta confiável, que pode ser assistida ou automática.

Além do Isaac, a solução BioService, é outro pacote de ferramentas que pode ser utilizado em diversos setores. Para atender a demanda previdenciária de validação de vivacidade à distância, a tecnologia adota o nome de Prova de Vida.

Mais uma vez o cruzamento de dados entra em ação. Reunindo informações de biometria facial e digital do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), a infraestrutura da Dataprev consulta bases dos parceiros e faz um batimento para comprovar, a partir da coleta de fotografias com um celular comum, que o beneficiário está vivo. Com a Prova de Vida, não necessidade de deslocamento e há redução drástica de custos para o cidadão e para o Estado.