Ir para o conteudo 1

Empregados da Dataprev erguem os braços durante ginástica laboralAções de prevenção de riscos e promoção da saúde desenvolvidas pela área de Qualidade de Vida da Dataprev resultaram nos últimos anos na queda do número de acidentes de trabalho e de ausências de empregados. 

Segundo relatório da Coordenação Geral de Promoção de Saúde, Qualidade de Vida e Bem-Estar da empresa, de 2009 a 2016 houve uma redução de 14,9 para 9,9 no número médio de dias de afastamentos por doença. Outro ponto de destaque é a baixa, no mesmo período, de auxílio-doença por enfermidade osteomuscular, causada por sobrecarga mecânica no corpo. Segundo os dados do balanço, o número de afastamentos por esse motivo passou de 46 em 2011 para quatro registros em 2016.

Para a coordenadora-geral de Qualidade de Vida da Dataprev, Maria Cabral, o cenário aponta uma redução no mesmo momento em que o programa de ginástica laboral da empresa (foto) foi ampliado e intensificado.

“Esses indicadores nos fazem refletir e analisar que os investimentos em saúde e qualidade de vida têm tido resultado direto na vida dos empregados. Em 2011, tivemos um número muito alto de afastamentos por doença osteomuscular. No ano seguinte, ampliamos a atuação da ginástica laboral e essa quantidade vem diminuindo consideravelmente”, explicou.

Outra redução significativa foi a de acidente de trabalho. Em 2015, foram registrados 49 casos em todo o país. No ano seguinte, esse número caiu para 29 casos, uma diminuição de 40% no número total. Para a gestora, ações como o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA), as campanhas de prevenção de acidentes de trabalho e ergonomia e a publicação de uma cartilha com orientações para prevenção e comunicação de acidentes de trabalho contribuíram para o alcance desse resultado positivo.

Maria Cabral explicou ainda que todas as informações referentes à saúde dos empregados são analisadas e transformadas em objeto de estudo e pesquisa para novas ações afirmativas.

“Além dos dados dos programas, contamos com a pesquisa de saúde e qualidade de vida, que nos fornece insumos para conhecer e entender a realidade dos empregados, sempre pensando em maneiras de possibilitar um ambiente de trabalho adequado e saudável”, salientou.