Ir para o conteudo 1

Diálogos sobre as principais tecnologias emergentes para aperfeiçoar os serviços públicos; visitas institucionais a clientes estratégicos; participação em congressos e fóruns sobre investimentos, futuro da TI, inovação na gestão pública e tendências sobre tecnologias disruptivas; viagens para conhecer melhor os empregados e a infraestrutura tecnológica da empresa; e o lançamento de um aplicativo para facilitar o dia a dia de quem sai em busca de uma recolocação profissional. Essas são algumas das ações que contaram com a participação de André Leandro Magalhães desde que assumiu a presidência da Dataprev, em março de 2017.

“Foram dias intensos, de muito trabalho, mas não posso reclamar. Essa agenda com vários compromissos é parte do trabalho de quem chega à uma empresa. E no meu ponto de vista, o trabalho tem sido bastante proveitoso. Acho que conseguimos avançar em diversas questões e posso prever um caminho muito positivo para a Dataprev nos próximos anos”, ressalta o presidente.

É com o foco de entregar melhor, de forma mais tempestiva e com qualidade de serviço, com aplicações cada vez mais intuitivas e com interfaces mais simples para o usuário, que a Dataprev tem se estruturado.

Entre os destaques destes cem dias de gestão está a entrega do Sine Fácil. Desenvolvido pela Dataprev, o aplicativo superou a marca de 200 mil downloads desde o seu lançamento no dia 23 de maio pelo Ministério do Trabalho. A solução permite ao trabalhador encontrar, de forma prática e rápida, vagas adequadas ao seu perfil, acompanhar a situação do benefício do seguro-desemprego e acessar informações sobre abono salarial, entre outros serviços.

Agenda Digital

O uso da tecnologia com foco no cidadão e na eficiência dos serviços públicos está na pauta do governo e da Dataprev e faz parte da construção de uma agenda digital. O assunto tem sido tratado pessoalmente pelo presidente em reuniões com representantes de importantes ministérios, como Fazenda; Planejamento, Desenvolvimento e Gestão; e Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações.

“Além de soluções que suportam principalmente as atividades da Previdência e do Ministério do Trabalho, a Dataprev tem investido em infraestrutura e segurança da informação para executar as ações e projetos da Estratégia de Governança Digital do Governo Federal. Entre as principais ações destaca-se a Plataforma de Reconhecimento Digital do Cidadão (Predic), provendo infraestrutura, qualificação de dados e utilização de Master Data Management (Gerenciamento de Dados Mestres)”, explica André Leandro.

Ainda na esfera da agenda digital, André Leandro participou do lançamento da GovData, a plataforma digital que vai integrar os serviços públicos anunciada pelo Ministério do Planejamento e que terá a Dataprev como uma das provedoras do serviço. O ambiente especializado para processamento de grandes volumes de informação reunirá as principais bases de dados estruturantes do Governo Federal.

Com o uso de ferramentas de inteligência de negócio e descoberta de dados, os órgãos do governo serão capazes de extrair informação qualificada em tempo real para apoiar a formulação das políticas públicas do Estado. Outras tecnologias inovadoras que podem contribuir nesse movimento são Blockchain, Inteligência de Negócios, Mineração de Dados, Inteligência Artificial e Sistemas Preditivos, previstas no Plano de Ação 2017 da empresa.

Uma das iniciativas em curso, e que tem sido acompanhada de perto pelo presidente, é a criação de uma nuvem de governo, que vai garantir mais agilidade na implementação das soluções. Trata-se de uma nuvem pública para entidades de governo, em que recursos de TI, como hardwares, softwares, rede e armazenamento de dados são fornecidos aos usuários à medida que eles demandam. Essa tecnologia substitui, por exemplo, os servidores físicos por máquinas virtuais e permite a preservação de dados por longo prazo.

Governança e Transparência

A primeira reunião da Assembleia Geral da Dataprev, desde a sua criação, aconteceu após a chegada do presidente à empresa. Foram aprovados o novo Estatuto Social, que será publicado em breve, e o aumento do capital social, que passou de R$ 650 milhões para R$ 750 milhões. A assembleia é uma das estruturas de controle e transparência obrigatórias para todas as empresas estatais e está prevista no artigo 72, inciso IV, do Decreto nº 8.945/2016, que regulamenta a Lei nº 13.303/2016 (Lei das Estatais).

A fim de fortalecer, ainda mais, as ações de integridade corporativa, consolidar a cultura de gestão de risco, de ética e transparência, e adequar a capacidade organizacional às suas necessidades, a estrutura da presidência passou por mudanças. Foram criadas a Coordenação-Geral do Gabinete da Presidência e a Superintendência de Governança e Gestão Estratégica. Esta última conta com o novo Escritório de Riscos, Integridade e Controles, além do Escritório de Planejamento e Gestão e da Coordenação-Geral de Segurança de Informações.

Visitas Institucionais

Uma das primeiras ações de André Leandro à frente da Dataprev foram as visitas institucionais a clientes estratégicos, fornecedores e parceiros. O presidente esteve, em seu primeiro dia, no Ministério do Trabalho, e ainda visitou o Ministério da Fazenda, o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário e o INSS, com o objetivo de ratificar a importância da empresa junto aos processos e negócios de seus clientes. Reuniu-se com a diretora-presidente do Serpro para tratar da possibilidade de compartilhamento da experiência entre as duas empresas, e recebeu os presidentes da Anvisa, da Infraero e da Brasscom na sede da empresa.

Também recebeu o presidente da Telebras em um encontro que tratou das questões referentes ao contrato de fornecimento de rede para toda a Previdência, incluindo agências, gerências e superintendências regionais do INSS e entidades parceiras.

Na foto à esquerda, o presidente da Dataprev reunido com o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, e com o secretário de Políticas Públicas de Emprego, Leonardo Arantes.

Ações na Dataprev

Em junho, André Leandro participou da reunião de monitoramento do Plano de Ação 2017, a primeira desde que assumiu a presidência. Importante instrumento de gestão, o plano traz as ações indispensáveis para que a empresa consiga atingir seus objetivos estratégicos, atribuindo responsabilidades a gestores de várias áreas.

Durante a reunião, André Leandro enfatizou que é preciso proatividade para propor novas soluções e buscar novos clientes e reafirmou que investimentos em infraestrutura seguem como prioridade na nova gestão. Segundo ele, esse é um compromisso contínuo para quem administra uma empresa de TI.

“Este é um mercado em constante evolução e que precisa de recursos para manter sua capacidade de processamento de informações. Por exemplo, a conquista da certificação Tier III em design para o DCRJ e DCSP foi um passo importante, mas o processo não se encerra nessa etapa. Vamos continuar avançando para o nível de facility e de operation. E é durante reuniões como esta que podemos monitorar cada resultado definido como relevante pela empresa”, exemplificou.

Com o intuito de melhorar a governança na empresa também foram abordados temas voltados para os empregados, entre eles a realização de um novo Programa de Desligamento Incentivado. O assunto havia sido abordado durante o bate-papo com os empregados, no início da gestão.

Após esforços junto ao Ministério do Planejamento, o presidente e a diretoria conseguiram a aprovação de uma nova edição do PDI. O processo tramitava desde o ano passado sem uma definição. As inscrições para o PDI 2017 já começaram e vão até 15 de agosto.

Na foto acima, o presidente da Dataprev, André Leandro Magalhães, o presidente do Conselho de Administração da empresa, Alexandre Manoel Ângelo da Silva, os diretores Rogério Mascarenhas (Relacionamento, Desenvolvimento e Informações) e Álvaro Botelho (Finanças e Serviços Logísticos), e o superintendente de Operações, Helton Moreira, em visita ao Data Center Rio de Janeiro.

Para o Futuro

Em frequentes reuniões com os responsáveis pelas áreas estratégicas da empresa, André Leandro tem reiterado a importância de se buscar novos negócios, novas condições de atuação no mercado e inovação para atrair novos clientes. E as perspectivas para a Dataprev são promissoras.

Logo no primeiro dia de gestão, André Leandro reuniu-se com o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, e com o secretário de Políticas Públicas de Emprego, Leonardo Arantes, para tratar de novos projetos, entre eles a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS). A Dataprev está trabalhando em ações efetivas para assumir a emissão e gestão do documento.

“A proposta é adotar novos processos para simplificar e facilitar o dia a dia do cidadão. É o caso de quem precisa do número da CTPS para uma nova contratação e ainda não tem o documento. Nesse caso, o dado poderia ser antecipado e acessado por um aplicativo”, exemplifica o presidente.

Também para o Ministério do Trabalho estão previstas novidades em relação ao Sine Fácil e ao Portal Emprega Brasil. O aplicativo terá uma versão feita para o empregador, em que será possível verificar currículos de candidatos, selecionar trabalhadores para participar de processos seletivos e consultar entrevistas agendadas. Já a solicitação do seguro-desemprego poderá ser feita pelo Portal Emprega Brasil sem que o trabalhador precise se deslocar até um posto de atendimento para dar entrada no benefício.

Outras iniciativas com essa finalidade, para atender as demandas do setor previdenciário, estão sendo desenvolvidas pela empresa, e têm acompanhamento constante do presidente.

No INSS, André Leandro tem se reunido com o presidente da instituição, Leonardo Gadelha (foto à esquerda), e com o coordenador-geral de TI, Ilton José Fernandes, para avançar com projetos que facilitem a vida dos beneficiários e segurados, reduzindo o tempo de agendamento e atendimento e dando celeridade ao processo de concessão de benefícios.

O Portal Meu INSS é um exemplo. Trata-se de uma plataforma que disponibiliza serviços da Previdência via internet, tanto pelo computador como celular, e permite que o cidadão utilize diversos serviços sem necessidade de comparecimento a uma agência, facilitando e ampliando o acesso, além de desonerar as equipes de atendimento.

Outra ação importante que está sendo desenvolvida é o INSS Digital que propõe um novo fluxo de atendimento com foco na ampliação da capacidade de reconhecer direitos e melhorando a segurança jurídica aos servidores.

A Dataprev tem se empenhado, ainda, no desenvolvimento de soluções que atendam a Secretaria da Receita Federal do Brasil e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. São projetos como o SERIS, que visa integrar os sistemas de parcelamento de débitos. Tanto os débitos previdenciários quanto os não previdenciários serão administrados pelo mesmo sistema. E, também, soluções que atendem ao Programa de Consolidação e Cobrança dos Parcelamentos, com objetivo de consolidar modalidades de parcelamentos, além do saneamento e controle da regularidade dos parcelamentos definidos.

Reconhecimento

“Todo o empenho desta gestão é no sentido de manter a sustentabilidade financeira e tecnológica da empresa, aumentar a receita e conquistar novos negócios, tanto na esfera pública como privada”, enfatiza o presidente.

Ele destaca também a importância e a excelência do trabalho desenvolvido pelos empregados ao longo dos anos.

“Eu já disse antes, mas reitero: os empregados são o principal ativo desta empresa. Eles têm conhecimento aprofundado das tecnologias legadas e muita dedicação em aprender novas tecnologias, ou seja, existe aqui na empresa uma multidiversidade de tecnologias. Além disso, conhecem o negócio previdenciário, trabalhista e público. Este é o diferencial da Dataprev. É fundamental que este aprendizado não seja deixado de lado e um dos meus compromissos é aproveitá-lo em ações estratégicas”, concluiu o presidente.