Ir para o conteudo 1

Uma pessoa acessa o site do Meu INSS pelo notebookCerca de 120 mil benefícios previdenciários foram solicitados automaticamente desde maio de 2018, quando o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passou a oferecer o novo serviço aos cidadãos. Por meio de soluções desenvolvidas pela Dataprev, os benefícios de aposentadoria por idade, salário-maternidade e a aposentadoria por tempo de contribuição urbanos hoje podem ser solicitados pela internet, ou seja, sem sair de casa. O processo leva em média menos de 2 minutos.

"A transformação Digital vem pautando o planejamento de 2018 com o INSS. Várias são as ações envolvidas neste trabalho de parceria, que envolve mudança de processos de concessão e atendimento, de qualificação de informação e disponibilização de novos serviços pela Dataprev", destaca a gerente de conta, Márcia Bezerra. 

Segundo balanço da própria Dataprev, a aposentadoria por idade já foi solicitada automaticamente para 70 mil pessoas e concedida a 26,8 mil pessoas (40%); o salário-maternidade foi requerido por 47 mil pessoas e concedido a 15,8 mil (33%) automaticamente; e a aposentadoria por tempo de contribuição foi requerida por 3 mil pessoas e concedida, de forma automática, a 780. Nesta última, o requerimento ainda pode ser feito também por agendamento.

“Em média, hoje são feitos 1.500 requerimentos automáticos de aposentadoria por idade a cada dia útil, o que equivale a aproximadamente 60% das solicitações diárias dessa natureza. E a taxa de sucesso, ou seja, de concessão, é de aproximadamente 30% do volume submetido a esse processo”, explica Fernando Teijeira, gerente da Divisão de Gestão de Serviços de Reconhecimento de Direitos (DIRD). Ainda segundo ele, além de oferecer mais agilidade e conforto para o cidadão, a concessão automática trouxe também uma nova dinâmica para o INSS e seus servidores.

“O ganho de tempo para o INSS e para o servidor é imenso. E quanto ao ganho em satisfação para o usuário final, ou seja, o cidadão que consegue o seu benefício em minutos, nem se fala”, completa Teijeira.

Integração tecnológica
O conjunto de serviços usados para a concessão automática foi desenvolvido pela Dataprev. Entre eles, está o Projeto de Regionalização de Informações e Sistemas (Prisma), o sistema mais antigo em funcionamento e utilizado para concessão de todos os tipos de benefícios. Ele foi desenvolvido há 27 anos pela área de serviços.Além do Prisma, outros sistemas são fundamentais para a concessão automática de benefícios. A solicitação do segurado é feita pelo Sistema de Agendamento (SAG), que também é utilizado para fazer o agendamento no caso da aposentadoria por tempo de contribuição. O Gerenciador de Tarefas (GET) sustenta o processo eletrônico e é também por onde trafegam as informações do beneficiário para o Prisma. E por fim, o Sistema Único de Benefício (SUB), que efetiva a concessão do benefício e gera o primeiro pagamento e os subsequentes.

“O segredo da concessão automática é a integração de tecnologias distintas. A captação e validação das informações é feita por meio de tecnologias novas, mas a estabilidade dos sistemas antigos também é necessária em todo esse processo”, explica Cesar Roberto Heitor da Silva, líder de equipe da DIRD.

Também atuando na DIRD, o analista de TI Amaury Correa Mariano lembra que a concessão automática era uma meta antiga das áreas técnicas. “Em 2000, a visão do futuro era o segurado ter seu benefício concedido sem sair de casa. Agora em 2018, o futuro é a digitalização, inclusive dos atendimentos. O nosso trabalho é fazer com que o segurado precise cada vez menos ir a agencias, como já acontece hoje com os bancos”, ressalta Amaury, que atua na concessão de benefícios há vários anos.

Concessão automática
Desde 16 de julho, a emissão de extratos e outras declarações agora é feita principalmente pelo Meu INSS, sistema desenvolvido nas Unidades de Desenvolvimento de Software da Dataprev no Ceará (UDCE) e no Rio de Janeiro (UDRJ).

Também não é mais preciso agendamento para requerer o salário-maternidade e as aposentadorias por idade e por tempo de contribuição urbanos. Ao fazer a solicitação, o segurado recebe direto o número do protocolo do requerimento, eliminando a etapa do agendamento para entrega de documentos e formalização do pedido. Se as informações previdenciárias necessárias para o reconhecimento do direito já constarem nos sistemas do INSS, é possível ter a concessão automática do benefício.

“Integramos diversas soluções usadas pelos servidores nas agências (CNIS, Prisma, SAG, GET, SUB), e disponibilizamos o Meu INSS para desonerar o atendimento presencial nas agências. Com o aplicativo Meu INSS passamos a atender diretamente o cidadão, um novo desafio para o desenvolvimento das nossas soluções para os clientes”, conclui Cláudia Bittencourt, gerente do Departamento de Serviços do INSS e Assistência Social (DEIA).