Ir para o conteudo 1

Detalhe de mão segurando celular com imagem do aplicativo na telaCom 4,9 milhões de pessoas cadastradas, e 480 mil acessos por dia, a plataforma de autenticação eletrônica Cidadão.Br — desenvolvida e mantida pela Dataprev — facilita o acesso da população a serviços públicos pela internet. Com uma senha única — gerada a partir de dados pessoais e profissionais presentes nas bases governamentais — é possível acessar diferentes serviços com mais segurança e facilidade, como o extrato de informações previdenciárias, a segunda via da carta de concessão de benefícios e histórico de créditos, assim como informações sobre o seguro-desemprego, intermediação de mão de obra e abono salarial.

A plataforma é um dos destaques da 14ª edição da Revista Dataprev Resultados, que traz na capa aplicativos desenvolvidos pela Dataprev, como a CTPS Digital e o Sine Fácil, que reduzem filas e dão agilidade na busca de informações por parte do cidadão. A publicação aborda ainda como a empresa tem se comportado frente às novas tendências do mercado de TI e as estratégias em estudo para aprimorar a eficiência dos serviços públicos.

Leia a 14ª edição da Revista Dataprev Resultados na íntegra

Inclusão digital para os cidadãos - Desde janeiro de 2017, mais de 8,6 milhões de senhas foram geradas pelo Cidadão.Br. O código pode ser usado para acesso ao Meu INSS e ao Sine Fácil. O objetivo, agora, é expandir o uso do Cidadão.Br, ofertando uma solução de autenticação ao cidadão que possa ser aplicada a outros serviços de governo de forma simples, segura e de baixo custo.

“É um serviço que se propõe a unificar a forma de acesso do cidadão aos serviços digitais do governo. Garante níveis de confiabilidade de que o cidadão é a pessoa que está usando o serviço e com isso permite a implantação das estratégias do Governo Eletrônico. Os clientes da Dataprev podem assim se preocupar com a prestação do serviço em si ao cidadão e não como a pessoa é identificada no ambiente virtual”, ressalta William Veronesi, gerente do Departamento de Gestão de Serviços de TI Corporativos.

O gerente de contas de Novos Negócios da Dataprev, Edmar Ferreira Jr., ressalta ainda que o Cidadão.Br é um dos principais mecanismos de inclusão digital para os cidadãos: “A plataforma permitirá diversos benefícios como a desburocratização do acesso a serviços governo, agilidade na resposta do Estado a requerimentos dos cidadãos e a desoneração das redes presenciais de atendimento”.

A autenticação do cidadão é realizada a partir da confirmação de dados, como sua vida laboral. Para isso, é realizado um cruzamento com o Cadastro Nacional de Informações Sociais e plataformas do Ministério do Trabalho, sob guarda da empresa. O nível de checagem irá determinar que serviços poderão ser acessados.

“No primeiro nível de autenticação pode ser prestado, por exemplo, o serviço de intermediação de mão de obra. Já para solicitar um seguro-desemprego, que vai gerar um custo financeiro, é necessária mais uma camada de validação.

Essas camadas são checagens, que podem ser virtuais, por meio do cruzamento de dados, ou físicas, por meio do comparecimento do cidadão à rede de atendimento presencial”, explica Flavio Ronison, gerente de conta da Dataprev que atende o Ministério do Trabalho.

O código também poderá ser gerado a partir de instituições financeiras. Desenvolvido pela Dataprev, o Núcleo de Autenticação Interbancária (NAI) permite que os bancos passem a gerar a senha aos clientes em suas redes de atendimento. O código é submetido à Dataprev, que processa as informações e autoriza o acesso aos serviços do governo, evitando que o cidadão tenha que se deslocar até um posto de atendimento. O primeiro a implantar a solução foi o Banco Mercantil. Segundo o diretor de Relacionamento, Desenvolvimento e Informações da Dataprev, Ricardo Junqueira, os demais bancos pagadores de benefícios estão em processo de implantação.

Uma senha em três passos

Passo 1

Para criar sua senha, basta acessar o Cidadão.Br e preencher os campos com seus dados pessoais, que serão checados nas bases governamentais: http://cidadao.dataprev.gov.br/

Passo 2

São feitas perguntas para as quais só o cidadão sabe a resposta, como onde trabalhou e benefícios que recebeu.

Passo 3

Por fim, é só cadastrar a nova senha e começar a usar. É possível cadastrar uma nova senha quando quiser.