Ir para o conteudo 1

Acompanhe a Dataprev

Mulher acessando o aplicativoEm mais uma etapa da Transformação Digital de seus serviços, o Governo Federal publicou nesta terça-feira (24), no Diário Oficial da União, uma portaria que regulamenta o uso da Carteira de Trabalho Digital, que substitui a carteira em papel. Com a mudança, a nova versão do aplicativo desenvolvido pela Dataprev permite a emissão da Carteira de Trabalho Digital apenas com o CPF, que passa a ser o único número necessário para contratação de trabalhadores em empresas aderentes ao e-Social.

O aplicativo traz comodidade para o trabalhador, além de reduzir custos e burocracia. “Hoje, a emissão da Carteira de Trabalho é totalmente on-line. E ao ser contratado, o empregado não precisa mais apresentar a carteira em papel. Basta informar o número do CPF e o registro será feito diretamente de forma digital. Outra vantagem é que o trabalhador sempre terá a Carteira de Trabalho a mão”, destaca o superintendente de Relacionamento Comercial e Mercados da Dataprev, Flávio Ronison.

Todos os contratos de trabalho (novos ou já existentes) e anotações (férias, salário etc) serão feitos apenas eletronicamente, podendo ser acessados de qualquer lugar pelo aplicativo, que pode ser baixado gratuitamente, ou pelo portal de serviços do governo.

Economia e agilidade

Estimativas do Ministério da Economia indicam que a medida deve gerar uma economia de R$ 888 milhões, tanto para os usuários como para o governo. Por ano, cerca de sete milhões de carteiras em papel (1ª e 2ª vias) são solicitadas no país. Outra facilidade é que o cidadão passa a ter acesso ao documento em apenas um dia.

O documento digital está disponível para todos os brasileiros e estrangeiros que estejam registrados no CPF. No entanto, cada trabalhador terá de habilitar o documento, com a criação de uma conta de acesso no endereço www.gov.br.

e-Social

Empresas que já utilizam o e-Social poderão contratar sem exigir do trabalhador a carteira de papel. A medida simplificará o acesso ao mercado de trabalho, pois não será mais necessário apresentar a carteira de trabalho em papel para ingressar em um novo emprego. 

Em caso de dúvidas, consulte o link disponível no portal do governo.