Ir para o conteudo 1

O Data Center Rio de Janeiro, da Dataprev, conquistou a certificação Operational Sustainability no nível ouro em dezembro. Esta é a mais alta certificação do sistema de classificação Tier III. A Dataprev é a primeira empresa pública do país a receber o selo Operational Sustainability e completar o ciclo Tier III. Em novembro, o Data Center São Paulo já havia recebido o reconhecimento da organização internacional Uptime Institute, a entidade máxima em certificação de data center e a única que pode emitir o certificado usando o padrão Tier.

“Fechamos o ciclo Tier III para os ambientes do Rio de Janeiro e de São Paulo. Esta era uma das nossas metas mais importantes para 2017, conquistada graças ao comprometimento dos nossos empregados. Em 2018, o nosso foco é manter os altos padrões exigidos pelo Uptime Institute e avançar na questão das certificações para o Data Center Distrito Federal”, ressaltou o presidente André Leandro Magalhães.

O sistema Tier Classification é um padrão global reconhecido pela confiabilidade e o desempenho de data centers. O processo de certificação garante que as operações estão alinhadas com os objetivos de negócios e com as expectativas de disponibilidade dos ambientes.

Juntos, os data centers do RJ, SP e Brasília sustentam os serviços prestados pela Dataprev a clientes como o INSS, a Receita Federal e o Ministério do Trabalho. Conectados por circuitos de alta velocidade, eles funcionam 24 horas por dia, sete dias por semana e contam com parque tecnológico atualizado e salas-cofres certificadas e blindadas.

DCRJ - O Rio de Janeiro é o maior entre os três data centers da Dataprev. São 352 empregados, 1.000 m² de área, 1.200 kva instalados e mais de 3.600 servidores virtuais. Após a modernização do ambiente, concluída em 2014, o ambiente ganhou uma nova sala-cofre, de 488 m². Além do aumento de capacidade energética e de refrigeração, imprescindíveis para futuras expansões, a operação ininterrupta é um dos ganhos resultantes das obras. Em relação a processamento e memória, as máquinas que estão dentro do data center correspondem a mais de 4.800 estações de trabalho.