Ir para o conteudo 1

Ursula Schumm, analista de TI da Dataprev, rema sobre prancha de SUP, no Rio de JaneiroNa Dataprev há 15 anos, a analista Ursula Schumm, que atua como designer da Coordenação-Geral de Comunicação Social (CGCO), é uma amante do Stand Up Paddle, ou SUP, esporte aquático variante do surf. Segundo ela, o esporte faz bem à saúde e, principalmente, à mente. Ao manter o corpo ativo, Ursula aumenta sua disposição e alegria, que se reflete positivamente no ambiente de trabalho.

Tudo começou em 2015, quando ela viu algumas pessoas praticando na praia e, em seguida, durante uma viagem teve a oportunidade de experimentar. Desde então, treina três vezes durante a semana e um sábado ou domingo no mar de Copacabana. Para garantir um condicionamento físico adequado para o dia a dia e a prática do SUP, Ursula dedica seu tempo ainda a outras atividades físicas complementares.

“Também faço musculação todos os dias, e, pelo menos duas vezes na semana, faço um exercício aeróbico na academia como natação, spinning ou running”, afirma.

A designer busca na prática do SUP aumentar sua disposição e equilíbrio. Com a prática constante começou a participar de competições, tendo como meta a superação pessoal. Na última edição do Rei e Rainha do Mar, conquistou o 1º lugar do circuito na categoria iniciante em 2016.

Ursula no primeiro lugar do podio do circuito Rei e Rainha do Mar 2016

“Não há nada que se compare a ir para o mar, ver a paisagem maravilhosa da nossa cidade, tartarugas e até golfinhos te acompanhando. Começar o dia assim não tem preço. Chego sorrindo no trabalho”, diz.

Ursula explica que, após começar a praticar o SUP, sua disposição para trabalhar melhorou. “Meu rendimento profissional aumentou. Acho que todas as empresas deveriam estimular a prática de esportes".

Além de ser campeã do Rei e Rainha do Mar (foto à direita), em 2016 venceu também o “Jogos Cariocas de Verão” e foi vice campeã na prova Mr Cat Washed by the Sea Challenge no circuito profissional de 8 km, realizado no Clássico Beach Club, na Barra da Tijuca.

Toda essa rotina de treinos e competições só é possível graças a ajuda e motivação de seu marido, que também é esportista, trabalha na Dataprev e ajuda no revezamento aos cuidados da filha do casal, que tem apenas 7 anos de idade (foto abaixo).

“O melhor é poder mostrar à minha filha que se você deseja ser bom em algo, com disciplina e muito treino você consegue. Este exemplo é o meu maior troféu”, conclui.

Ursula ensina filha a remar sobre a prancha de SUP

Por dentro da Dataprev - Este espaço mostra a vida dos empregados dentro e fora da Dataprev. 

Leia também: No Dia dos Namorados, conheça a história de casais que se formaram na Dataprev