Ir para o conteudo 1

Empregados vestem peça de roupa na cor rosa em apoio à campanha de prevenção ao câncer de mamaEmpregados da Dataprev aderiram nesta quarta-feira (3) ao Outubro Rosa, campanha de conscientização que tem como objetivo alertar a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Em diversos estados, homens e mulheres vestiram uma peça de roupa na cor rosa e realizaram as já tradicionais fotos em apoio à causa.

“Ao longo da campanha, compartilhamos informações sobre o câncer de mama e buscamos promover a conscientização sobre a doença, oferecendo acesso a serviços de diagnóstico e tratamento e, com isso, contribuímos para a redução da mortalidade”, diz a gerente do Serviço de Qualidade de Vida da Dataprev, Cecília Moncorvo.

Veja a galeria de fotos no Facebook

Confira o vídeo com dicas de prevenção

As ações previstas para ocorrerem nos diversos estados incluem palestras, distribuição de laços na cor rosa, material informativo, ornamentação dos prédios, entre outras.

“Diversos fatores estão relacionados ao câncer de mama. O risco de desenvolver a doença aumenta com a idade, sendo maior a partir dos 50 anos. Todavia, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), é possível reduzir o risco de desenvolver a doença. Manter o peso corporal adequado, praticar atividade física e evitar o consumo de bebidas alcoólicas ajudam a reduzir o risco de câncer de mama. A amamentação também é considerada um fator protetor”, descreve Cecília.

Principais sintomas

Toda as mulheres, independentemente da idade, podem conhecer seu corpo para saber o que é e o que não é normal em suas mamas. A maior parte dos cânceres de mama é descoberta pelas próprias mulheres. Os principais sinais e sintomas são:

- Caroço (nódulo) fixo e geralmente indolor;
- Alterações no bico do peito (mamilo);
- Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;
- Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço;
- Saída de líquido anormal das mamas.

“Ainda de acordo com o Inca, além de estarem atentas ao próprio corpo, é recomendado que as mulheres façam exame de rotina. O rastreamento, recomendado para mulheres de 50 a 69 anos, é a realização de exame de rotina para identificar o câncer antes de a pessoa ter sintomas. No caso do câncer de mama, o exame recomendado é a mamografia”, diz a gestora.

O que fazer quando detectar algum sintoma?

“Nesse caso, é recomendado que as mulheres conversem com o médico para avaliação do risco e a conduta a ser seguida. A mamografia e o exame clínico das mamas identificam alterações suspeitas, mas a confirmação de câncer de mama é feita em laboratório pelo exame histopatológico, que analisa uma pequena parte retirada da lesão (biópsia)”, orienta Cecília.