Acompanhe a Dataprev

Provir

Alunos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo conheceram de perto, na última quinta-feira (10), o data center da Dataprev no estado, como parte do Programa de Visitação e Relacionamento (Provir) da empresa. Criado em agosto de 2009, a iniciativa tem por objetivo mostrar a infraestrutura que permite o fornecimento de soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação para o aprimoramento e a execução de políticas sociais do Estado brasileiro.

Acompanhados do professor José Sidnei Colombo Martini, os 27 estudantes, que cursam o quinto ano de Engenharia da Computação, receberam informações sobre qual o papel da Dataprev na sociedade, seus principais serviços, os clientes atendidos e sua evolução tecnológica.

"A visita é importante na graduação desses jovens porque podem identificar in loco a dimensão e a estrutura necessária para a disponibilização de serviços em TI com integridade e disponibilidade. Visualizar os recursos computacionais e de infraestrutura predial  é fundamental para a formação acadêmica desses alunos, que muitas vezes dimensionam apenas na teoria o que irão colocar em prática muito em breve no desenvolvimento de novas soluções em ambientes e novas arquiteturas computacionais", explicou o analista de TI da Dataprev Mário Ranzatti, que apresentou a empresa aos participantes durante a visita. 

Os alunos foram divididos em duas turmas e foram acompanhados do gerente do data center em São Paulo, José Luis Pissin, além de Marco Baldini, da Divisão de Manutenção, e Fábio Fagundes Ferreira Neto, da Divisão de Gestão Operacional.

Sobre o programa - O Provir promove visitas guiadas aos três data centers da Dataprev, em Brasília, no Rio de Janeiro e em São Paulo. O programa — que é aberto a empregados e estagiários da Dataprev, estudantes e profissionais de tecnologia da informação, além de clientes da empresa —  foi criado em agosto de 2009 e, desde então, mais de 400 visitantes já conheceram as instalações da empresa. As visitas têm duração aproximada de uma hora e meia.


Os alunos reunidos, ao lado do analista da Dataprev, 
Mário Ranzatti (camisa azul),
e do professor 
José Sidnei Colombo Martini