Ir para o conteudo 1

O presidente da Dataprev fala durante o fórum no RJDuas das principais estratégias de negócios da Dataprev – GovCloud e Evo - foram apresentadas nesta quinta-feira (2/8) no 6º Fórum de TIC na Justiça, no Rio de Janeiro. O evento aconteceu no Hotel Pestana Atlântica, em Copacabana, e contou com a presença do presidente André Leandro Magalhães e do diretor de Tecnologia e Operações, Matheus Belin, além de outros representantes da empresa.

Primeiro a se apresentar, André Leandro falou sobre a tendência mundial de disponibilização de serviços por meio da internet. “O cidadão hoje é conectado, ele vive a inclusão digital. Os costumes sociais também estão em transformação, o cidadão hoje não quer mais ter que lidar com documentos em papel e nem quer perder tempo em se deslocar. Ele quer a disponibilidade de serviços na palma da mão de forma mais barata, eficiente e rápida. É uma nova cultura”, ressaltou.

Citou como exemplos os aplicativos Meu INSS, Sine Fácil e CTPS Digital, que foram desenvolvidos pela Dataprev para o INSS e o Ministério do Trabalho com o objetivo de levar o atendimento das agências para o computador ou smartphone, oferecendo mais comodidade e agilidade na consulta a informações ou requisição de benefícios, sem que o usuário precise enfrentar filas de espera.

Destacou, ainda, a criação do Cidadão.Br, plataforma de autenticação para vários serviços públicos e que teve ampla aceitação da população. “A base de dados já superou os 12 milhões de pessoas cadastradas, com 20 milhões de senhas geradas e cerca de 300 mil acessos diários”.

Antes de encerrar a sua apresentação, André Leandro convidou os participantes do fórum para conhecer o Data Center Rio de Janeiro, no Cosme Velho. “Temos o maior data center das Américas em termos de estrutura. Será um prazer recebê-los para uma visita”. O ambiente conquistou o selo Operational Sustainability no nível ouro em dezembro de 2017, o mais alto do sistema de classificação Tier III. A certificação é conferida pelo UpTime Institute, organização internacional que atesta o atendimento a requisitos específicos de segurança e disponibilidade da infraestrutura de TIC.

Soluções estruturantes
Já Matheus Belin foi um dos palestrantes do fórum com o tema “Soluções estruturantes para o Poder Público”. Apresentou a GovCloud, plataforma de computação em nuvem da Dataprev para governo, e o Evo, plataforma de preservação digital.

GovCloud é um produto especialmente desenhado para suportar as necessidades de infraestrutura de órgãos e entidades do Poder Público e do Poder Judiciário. Trata-se de um ambiente da mais alta tecnologia e segurança e é suportado em sua totalidade por agentes públicos, o que garante todas as condições para a operação de sistemas que contenham informações classificadas com reserva e sigilo.

O serviço é oferecido na modalidade IaaS (Infraestrutura como Serviço), com vantagens como autonomia e agilidade na contratação de recursos; pagamento sob consumo; alta disponibilidade; e escalabilidade e desempenho.

“Um dos benefícios deste modelo é que os recursos de Tecnologia da Informação, como hardware, software, rede e armazenamento de dados, são fornecidos aos usuários à medida que eles necessitam, de forma ágil e completa”, destacou Belin.

Em relação ao Evo, o diretor frisou a importância do uso da tecnologia como instrumento para aperfeiçoar a gestão de documentos e dados. “A plataforma foi idealizada com o objetivo de melhorar a gestão dos espaços físicos dos acervos, otimizar custos e garantir a segurança, integridade e preservação a longo prazo”.

Assim como a GovCloud, as soluções podem ser configuradas de acordo com a demanda de cada cliente, visando a perpetuidade de informações críticas e eliminando o risco de obsolescência e da dependência de sistemas proprietários.

O 6º Fórum de TIC na Justiça teve como público-alvo juízes, desembargadores, procuradores, defensores públicos, diretores de TI, presidentes e membros de conselhos de informática, assessores de tecnologia, professores de Direito e advogados.