Ir para o conteudo 1

Superintendente de atendimento da Dataprev fala para jovens Cento e oitenta jovens participaram das três atividades promovidas pela Dataprev no Favela On nos dias 14 e 15/1, no Espaço Cufa, em Madureira, na Zona Norte do Rio de Janeiro. A empresa foi uma das patrocinadoras da maratona de inclusão digital voltada para moradores de favela. O evento, gratuito, reuniu cerca de mil pessoas nos dois dias, que se dividiram entre palestras, workshops e oficinas.

Durante a abertura, o Superintendente de Desenvolvimento de Software (SUDS) da Dataprev, Diogo Pizaneschi, falou sobre a necessidade de se estimular ações de inclusão: “Mais do que patrocinar é preciso incentivar o desenvolvimento tecnológico na sociedade. Esse é o objetivo da Dataprev, tecnologia a serviço da cidadania”.
 
Representando a Central Única das Favelas (CUFA), Nega Gizza agradeceu o apoio dos participantes e destacou a importância do uso de tecnologia nas favelas. “Na favela se usa e desenvolve tecnologia. Favela não é carência é potência”, ressaltou.
 
Ednilson Veloso, analista de TI da Divisão de Manutenção de Produtos de Software (DMP4) da Dataprev, apresentou duas edições da palestra “Perfil profissional do desenvolvedor de software”. Ele abordou temas como formação e capacitação profissional, mercado de TI privado e público e as principais tendências da TI mundial.
 
“A tecnologia está nas nossas mãos. Não é um bicho de sete cabeças. Todos vocês têm condições de se tornar um desenvolver e colocar suas ideias em prática. Basta querer, estudar, criar e persistir”, afirmou.
Também da Dataprev, Erisvaldo Gadelha Junior, analista de TI da Gestão de Padrões de Desenvolvimento (COPD), ministrou uma oficina sobre “Introdução ao desenvolvimento de aplicativos móveis” para cerca de 25 jovens no domingo.
 
No encerramento, Marco Aurelio Guilherme (foto abaixo), Coordenador de Responsabilidade Socioambiental (CORS) da Dataprev, enfatizou que o objetivo da iniciativa não é somente capacitar, mas principalmente estimular e potencializar os jovens para a democratização do acesso à tecnologia. “A Dataprev acredita na mudança da sociedade por meio da tecnologia e da juventude.”
 
Além da Dataprev, o evento também foi patrocinado pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços e Favela Vai Voando; com parceria do Facebook; apoio do Sebrae e MCI; promoção da Rede Globo; e produção do InFavela.
Coordenador de Responsabilidade Socioambiental da Dataprev falando em evento