Ir para o conteudo 1

Presidentes da Dataprev e Telebras e representantes das duas empresas posam para foto após reunião O presidente da Dataprev, André Leandro Magalhães, recebeu nesta segunda-feira (8) o presidente da Telebras, Antonio Loss. O encontro que aconteceu no edifício-sede, em Brasília, foi o primeiro entre os presidentes das empresas.

Antonio Loss veio cumprimentar o novo presidente e tratar das questões referentes ao contrato de fornecimento de rede para toda a Previdência, incluindo agências, gerências e superintendências regionais do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e entidades parceiras. Ao todo, a rede é formada por mais de 1.700 circuitos ativos de comunicação de dados em todo o Brasil, conectados aos data centers da Dataprev. O contrato, assinado em 14 de março deste ano, tem vigência de 60 meses.

Além dos presidentes, participaram da reunião o diretor de Tecnologia e Operações da Dataprev, Daniel Darlen e, pela Telebras, o diretor Técnico Operacional, Jarbas Valente e o gerente de Vendas, Daucleber Teodoro.

Na ocasião, a Telebras apresentou o cronograma de execução do projeto e a agenda de trabalho construída com base nas metas e expectativas alinhadas anteriormente com a Dataprev. A empresa falou, também, sobre o sucesso do lançamento do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), realizado na última quinta-feira (4), que será utilizado para as comunicações, principalmente no fornecimento de banda larga às zonas mais remotas do país. 

Lançado ao espaço a bordo do foguete Ariane 5, do Centro Espacial de Kourou na Guiana Francesa, o primeiro satélite operado estritamente por brasileiros terá importante papel social. Convênios assinados entre os ministérios da Educação e da Saúde e a Telebras vão permitir que pelo menos 7 mil equipamentos públicos municipais, estaduais e federais possam conectar-se à rede mundial de computadores.

Essa é a segunda parceria entre a Dataprev e a Telebras. As empresas possuem uma relação bem estruturada e, com esta ampliação, pretendem elaborar novos projetos em busca de uma estrutura cada vez mais sólida de Tecnologia da Informação e Telecomunicações para o Governo Federal.