Ir para o conteudo 1

O projeto: A Dataprev desenvolve, implanta e mantém em operação as aplicações e as bases de dados utilizadas para concessão de benefícios. Os sistemas apoiam requerimentos, consulta a informações de segurados e o processamento mensal da folha de pagamento dos benefícios. A Reconhecimento Automático de Direitos é feito com base nos registros de vínculos, remunerações e contribuições disponíveis no Cadastro Nacional de Informações (CNIS), mantido nos data centers da empresa.

Cliente: Instituto Nacional do Seguro Social (INSS)

Total de operações processadas em uma rede de 1.840 agências em 1.466 municípios: 788,8 milhões de agendamentos/mês; 48,6 milhões de atendimentos em 2017; 782,4 mil de requerimentos de benefícios por mês; 589,4 mil perícias médicas realizadas por mês; 26,9 mil avaliações sociais realizadas por mês (média de 2017); e 34,5 milhões de benefícios previdenciários mantidos e pagos por mês.

O Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) é composto por 29,3 bilhões de informações cadastrais e laborais do cidadão, das quais 24 bilhões de remunerações; 4 bilhões de contribuições; 900 milhões de vínculos; 52 milhões de cadastros de pessoa jurídica; 392 milhões de dados de identificação de pessoa física.

Entenda o processo de concessão de benefícios, que começa no agendamento pelo número 135 na Agência da Previdência Social: 1- o atendente solicita pelo computador os dados do segurado por meio do Sistema de Benefícios, que contém os parâmetros legais e regras do negócio; 2 – consulta aos dados do histórico laboral na base do CNIS; 3- os dados são extraídos do CNIS e retornam, passando pelo Sistema de Benefícios; 4 – o histórico laboral do segurado é enviado para o atendimento na APS.
 

Posição em Março/2018